Economia

Indicador de incerteza na economia cai para 143,8 pontos em outubro, diz FGV

O Indicador de Incerteza da Economia Brasileira (IIE-Br) caiu 2,0 pontos na passagem de setembro para outubro, para 143,8 pontos, divulgou nesta sexta-feira, 30, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Embora essa tenha sido a oitava queda consecutiva do índice, ele ainda permanece 29 pontos acima do nível de fevereiro, último mês anterior à quarentena, e 7,0 pontos acima do nível máximo anterior à pandemia, alcançado em setembro de 2015

O IIE-Br é composto pelo o IIE-Br Mídia, que faz o mapeamento nos principais jornais da frequência de notícias com menção à incerteza; e o IIE-Br Expectativa, que é construído a partir das dispersões das previsões para a taxa de câmbio e para o IPCA e mede a capacidade de se prever cenários para os próximos 12 meses.

Os dois componentes caminharam em direções opostas em outubro. O componente de Mídia recuou 4,0 pontos, para 126,0 pontos, contribuindo negativamente em 3,5 pontos para a queda do indicador geral no mês. Já o componente de Expectativas contribuiu positivamente em 1,5 ponto para o comportamento do IIE-Br, ao subir 4,3 pontos, para 194,3 pontos.

“O componente de Expectativas reflete as incertezas quanto ao ritmo possível de recuperação da economia frente a possibilidade de novas ondas (da covid-19), o cenário fiscal, o sinal amarelo da inflação, agora mais espalhada entre os produtos e a difícil capacidade de previsão do câmbio e da taxa de juros”, avaliou a economista da FGV IBRE Anna Carolina Gouveia, em nota oficial.

Segundo a FGV, a manutenção do componente de expectativas acima dos 190 pontos por mais de 6 meses é um fato inédito. Antes disso, o indicador ficou acima desse patamar por dois meses no final de 2002, em resposta às incertezas em torno da política econômica a ser adotada pelo recém-eleito presidente Lula.

“Naquele período de grande incerteza econômica, a média do componente de expectativas foi de 163 pontos. No momento atual, o cenário econômico deteriorado por uma pandemia altamente instável e grave intensifica ainda mais a capacidade de se prever cenários, mantendo o indicador de expectativas com uma média de 206 pontos entre março e outubro”, destacou a economista.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel