Agronegócio

Indicador da Abic mostra piora na oferta de café para a indústria

São Paulo, 25/01 – A disponibilidade de café para a indústria nacional ficou ainda mais apertada na semana passada. De acordo com levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), no período de 16 a 20 de janeiro o Índice de Oferta de Café para a Indústria (IOCI) ficou em 5,16 pontos, ante 6,36 pontos na semana imediatamente anterior. O número sugere “suprimento seletivo” de arábica e conilon, ou seja, as empresas não têm oferta regular das duas variedades. Considerando-se apenas o conilon, produzido principalmente no Espírito Santo, Estado que foi fortemente afetado pela seca nos últimos dois anos, o IOCI caiu de 4,91 para 4,80 pontos entre as semanas, indicando suprimento crítico. “A oferta de conilon continua prejudicada, com menos café disponível no mercado para comercialização. Empresas reportam que não encontram vendedores para lotes de conilon em quantidade maior, restando somente lotes pequenos e que não suprem a indústria adequadamente, além de reportarem dificuldade com a qualidade exigida”, reafirmou a Abic, em comunicado.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ A Fazenda: influenciadora digital Marina Ferrari é confirma na lista de participantes

+ Filhos de Luciano Huck esquecem o texto em homenagem ao pai

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?