Mundo

Indiano vence ‘Nobel da Educação’ e divide prêmio com finalistas

SÃO PAULO, 3 DEZ (ANSA) – O professor indiano Ranjitsinh Disale conquistou o Global Teacher Prize 2020, considerado o Nobel da Educação, por transformar a vida de meninas em uma escola primária na Índia e faturou US$1 milhão. Ele, no entanto, dividiu o prêmio, concedido pela Varkey Foundation em parceria com a Unesco, com os educadores finalistas.   

A decisão foi anunciada durante seu discurso de agradecimento.   

Com a divisão do prêmio, os nove professores devem receber pouco mais de US$55 mil cada.   

Esta é a primeira vez na história do Global Teacher Prize que um vencedor compartilha o prêmio em dinheiro com outros competidores.   

Disale, que leciona na Escola Primária Zilla Parishad, no vilarejo de Paritewadi, no estado de Maharashtra, no oeste da Índia, desde 2009, foi nomeado o professor mais excepcional do mundo, à frente de outras 12 mil indicações.   


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

O professor indiano foi elogiado pelos juízes do concurso por seu trabalho para garantir que as meninas desfavorecidas fossem à escola e obtivessem bons resultados – em vez de perder as aulas e enfrentar o casamento precoce.   

“Neste momento difícil, os professores estão dando o seu melhor para garantir que todos os alunos tenham acesso ao direito de nascença de uma boa educação”, afirmou o indiano, de 32 anos.   

Disale também oferece aulas de ciências online para alunos em 83 países e dirige um projeto internacional de construção de conexões entre jovens em zonas de conflito.   

Além do indiano, Jamie Frost, uma professora do Reino Unido que administra um site gratuito de aulas de matemática, foi contemplada com o prêmio especial “Herói da Covid”. Todos os vencedores foram anunciados pelo ator Stephen Fry em uma cerimônia online, realizada no Museu de História Natural de Londres.   

A brasileira Doani Bertan, que desenvolve um projeto de inclusão com crianças surdas, também foi incluída entre os 10 melhores do mundo. (ANSA)

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel