Esportes

Incêndio no Ninho: três sobreviventes dispensados pelo Flamengo seguem sem clube

Seis meses após dispensa, Caike Silva, Naydjel Callebe e João Victor Gasparín não acertaram com novos clubes, e viram pandemia impedir testes durante os últimos meses

Crédito: Reprodução/ TV Globo

Incêndio no Ninho do Urubu aconteceu no dia 8 de fevereiro (Crédito: Reprodução/ TV Globo)

Seis meses depois de serem comunicados que não continuariam no Flamengo, três dos cinco sobreviventes do incêndio do Ninho do Urubu seguem sem clubes. Caike da Silva, Naydjel Callebe e João Victor Gasparín tiveram os planos atrapalhados pela pandemia do novo coronavírus, que paralisa o futebol de no Brasil desde março e impediu que os jovens realizem novos testes desde então.

Os três deixaram o clube em janeiro, ao não terem seus contratos de formação renovados pelo Flamengo. Além deles, o atacante Wendel Alves e o meia Felipe Cardoso passaram pela mesma situação, mas reforçaram as bases do Corinthians e do Red Bull Bragantino, respectivamente, nas semanas seguintes.

Estes cinco atletas são sobreviventes do incêndio que atingiu o alojamento das divisões de base do Flamengo em 8 de fevereiro de 2019, que vitimou 10 garotos do Ninho e feriu três. No total, haviam 26 jogadores no local na data da tragédia, que completa 17 meses nesta quarta-feira, dia 8 de julho de 2020.

Após as dispensas por parte do Flamengo, Caike, Naydjel, João Victor, Wendel e Felipe foram convidados a realizarem testes no Vasco, mas optaram por não realizá-los. Entre os que estão sem clube no momento, o meia Caike da Silva, conhecido como Paquetá pela semelhança física com o atual jogador do Milan, passou por um processo de seleção no Bahia, mas a situação não avançou.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?