Esportes

Incêndio atinge terreno vizinho ao CT do Fluminense; treino é mantido

Fogo já foi controlado pelo Corpo de Bombeiros; Odair Hellmann comandou atividade normalmente no fim desta manhã

Incêndio atinge terreno vizinho ao CT do Fluminense; treino é mantido

Um grande incêndio atingiu o terreno vizinho ao centro de treinamento do Fluminense, em Jacarepaguá, na manhã desta terça-feira. O fogo não chegou ao CT Carlos Castilho e já foi controlado. O Corpo de Bombeiros utilizou os acessos do clube para conter as chamas.

A ocorrência não chegou a atrapalhar o treinamento do elenco no fim da manhã. O grupo se reapresentou nesta terça após a rodada do fim de semana e a comissão técnica comandou a atividade em um dos campos ao lado do terreno atingido pelo incêndio.

As imagens viralizaram nas redes sociais e assustaram torcedores, mas o clube não foi afeitado. A atividade teve início por volta de 11h, mas a contenção do fogo já acontecia desde mais cedo.

Não é a primeira vez que o clube é atingido por um incêndio no terreno próximo. Não é a primeira vez que a vegetação vizinha ao CT é atingida por um incêndio. em 2017, o fogo acabou chegando próximo a um dos campos, mas as chamas foram controladas.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel