Mundo

Imunologista-chefe dos EUA prevê explosão de casos de Covid-19 após Ação de Graças

Imunologista-chefe dos EUA prevê explosão de casos de Covid-19 após Ação de Graças

Nesta foto de arquivo, o Diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, Anthony Fauci, ouve durante uma coletiva de imprensa da Força-Tarefa Coronavírus da Casa Branca na Sala de Briefing James S. Brady da Casa Branca em 19 de novembro de 2020. Os Estados Unidos devem se preparar para um "aumento repentino" de casos de coronavírus conforme milhões de viajantes voltam para casa após o feriado de Ação de Graças, alertou o importante cientista americano Anthony Fauci em 29 de novembro de 2020. - AFP/Arquivos

O imunologista Anthony Fauci, uma personalidade científica muito respeitada nos Estados Unidos, alertou neste domingo (29) para um forte aumento na curva de contágios por Covid-19 depois do feriado de Ação de Graças, que motivou o deslocamento de milhões de pessoas pelo país.

“Em duas ou três semanas, poderemos ver um novo surto além do surto atual” de novas infecções pelo novo coronavírus, alertou Fauci ao canal ABC.

O cientista é diretor governamental do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas.

Na quinta-feira passada, as famílias dos Estados Unidos comemoraram o Dia de Ação de Graças, levando ao menos 1,1 milhão de pessoas a viajar de avião no dia anterior, um recorde desde o começo da pandemia no país, em março, segundo dados da agência TSA, responsável pelos controles de segurança nos aeroportos.

“Este fim de semana, com todas essas viagens, é realmente preocupante para nós”, disse o vice-secretário de saúde, Brett Giroir, à rede CNN.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

“As hospitalizações alcançaram atualmente um pico de quase 95 mil. Aproximadamente 20% dos pacientes dos hospitais têm covid, portanto este é um momento muito perigoso”, garantiu o funcionário.

As internações hospitalares por covid-19 aumentaram em 46 estados dos EUA, incluindo Nevada, Ohio e Pensilvânia, de acordo com dados do jornal The Washington Post.

Os Estados Unidos, o país mais castigado do mundo pelo coronavírus com mais de 266 mil mortes, superaram na sexta-feira os 13 milhões de casos, segundo contagem feita pela Universidade Johns Hopkins, referência no acompanhamento da pandemia.

Fauci explicou que não estava previsto flexibilizar as recomendações de não viajar ou as restrições antes do Natal.

Na Califórnia foram implementadas novas restrições diante do aumento de casos: foi decretado um toque de recolher em San Francisco e Los Angeles proibiu a maioria das reuniões públicas e privadas desde a segunda-feira.

“Fechem os bares e mantenham abertas as escolas”, aconselhou Fauci.

O imunologista tentou, porém, tranquilizar os cidadãos, recordando que em dezembro estaria disponível uma vacina para as pessoas com maior vulnerabilidade de desenvolver uma forma grave da doença.

É necessário que a gente saiba que “o processo de desenvolvimento desta vacina se fez com rigor científico. A segurança não foi comprometida”, insistiu.

As primeiras doses da vacina contra a covid-19 das empresas Pfizer e BioNTech chegaram aos Estados Unidos vindas da Bélgica, noticiaram neste domingo vários meios de comunicação dos Estados Unidos.

A vacina da Pfizer/BioNTech afirma ter uma eficácia de 95% contra o vírus.

“É uma vacina capaz de salvar vidas”, disse Giroir. “É assim que venceremos a pandemia. É a luz no fim do túnel”, garantiu.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel