Economia

Imposto sobre valor agregado em países do Golfo pode começar em 2018

O ministro das Finanças do Catar, Ali Sherif al-Emadi, afirmou nesta terça-feira que um novo imposto sobre valor agregado nos países árabes do Golfo Pérsico poderia entrar em vigor já no próximo ano, no momento em que a região rica em petróleo busca novas fontes de receita. Al-Emadi disse que todos os seis membros do Conselho de Cooperação do Golfo concordaram com a iniciativa.

O bloco inclui Bahrein, Kuwait, Omã, Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. Al-Emadi disse que a data de implementação de 1º de janeiro poderia ser adiada se os países precisassem de mais tempo para se preparar.


A autoridade deu poucos detalhes, mas um esboço anterior do acordo previa uma taxa de 5% sobre alguns produtos.

Os orçamentos das nações do Golfo têm ficado pressionados diante da queda nos preços de energia, do aumento dos gastos e do crescimento populacional. Fonte: Associated Press.