Saúde da mulher

A importância dos ácidos na rotina de cuidados com a pele e como usá-los

Crédito: Freepik

Quando o assunto é skincare, é comum ter dúvidas sobre quais produtos utilizar e como incluí-los na rotina. Para a IstoÉ, Joyce Rodrigues, farmacêutica bioquímica especialista em cosmetologia e presidente da Mezzo Dermocosméticos destaca um dos principais aliados à saúde e aparência da pele: os ácidos. 


+ Cicatrização lenta e queda de cabelo são sinais de baixa imunidade da pele

+ Ácido hialurônico: tudo o que você precisa saber antes de usar

“Os ácidos podem ter diversas funções, como promover alteração ou agressão controlada  na pele de modo que acelere a renovação celular, combatendo o envelhecimento e corrigindo suas alterações, além de atuar no rejuvenescimento, controle da acne, clareamento e muito mais”, explica a especialista.

Existem diversos tipos de ácidos com variadas funções, sendo assim, escolher qual usar não é uma tarefa tão simples. Além de ter conhecimento sobre o seu tipo de pele e definir seu objetivo, é indispensável conhecer a ação do ativo, sua recomendação e contraindicações. Joyce destaca alguns:  

• Ácido lático: é um esfoliante químico que promove a renovação celular. Tem peso molecular intermediário, não penetrando tão profundamente nas camadas da pele, por isso pode ser utilizado diariamente. Ajuda na limpeza dos poros, remove suavemente a pele morta, é umectante e estimula a produção de ceramidas, que restauram a barreira cutânea e hidratam.

• Tranexâmico: estudos indicam que esse ativo tem poderosa ação no tratamento de melasma, pois impede a produção normal de melanina, promovendo clareamento de manchas. Essa opção ainda pode ser encontrada no formato oral e ser utilizada com dermocosméticos.

• Ácido glicólico: trata-se de um alfa-hidroxiácido, obtido a partir da cana-de-açúcar e outros vegetais doces. Atua na promoção de vários benefícios à pele, fazendo uma leve esfoliação, removendo as células mortas, estimulando o colágeno, reduzindo rugas finas, controlando a oleosidade e clareando, além de prevenir e corrigir os sinais do envelhecimento, proporcionando luminosidade e viço.

• Ácido salicílico: é um beta-hidroxiácido de caráter lipofílico, que tem como mecanismo de ação: remover lipídeos intercelulares covalentemente ligados ao envelope das células epiteliais cornificadas, além de ser anti-inflamatório, antimicrobiano e ter perfil de segurança em fototipos I ao IV. O composto ainda apresenta propriedades comedolítica, reduzindo o número de microcomedões e combatendo a obstrução de folículos pilossebáceos.

Ainda de acordo com a farmacêutica bioquímica, todo o corpo pode se beneficiar com os ácidos, indicados para tratamento de rejuvenescimento facial, íntimo, clareamento das axilas, mãos e área íntima, além de melasma e acne.

Diferença entre AHAs e BHA

A presidente da Mezzo Dermocosméticos explica que os AHAs (alfa–hidroxiácidos) são ácidos solúveis em água, derivados de frutas e cereais. Esses ativos possuem múltiplas funcionalidades, como o ácido glicólico, ácido cítrico, ácido lático e ácido mandélico, que proporcionam, por exemplo, ação anti-acne, sendo indicados para todos os tipos de pele. Dependendo do pH, possuem ação hidratante, afinam a camada superficial da pele deixando-a homogênea e uniforme, diminuindo poros e manchas.

Já o BHA (beta-hidroxiácidos) é conhecido como ácido salicílico, um ácido solúvel em gordura. O ativo possui propriedades esfoliantes e seborreguladoras, diminuindo a espessura da pele, promovendo a renovação celular e controlando o excesso de oleosidade. Contém ação anti-inflamatória, por isso, é recomendado para o tratamento de acne, até mesmo em conjunto com os AHAs.

Atenção!

Os ácidos são benéficos, mas o uso requer atenção. Ter indicação médica e dermatológica é essencial para realizar o tratamento correto e por tempo determinado, essencialmente para pessoas oncológicas, grávidas e puérperas.

Todos os tipos de pele podem utilizar ácidos sob recomendação de um profissional qualificado e com acompanhamento de especialista. “Peles sensíveis devem ter cautela para o uso. Já para condições como a acne, os tratamentos de peeling são recomendados, pois auxiliarão na renovação da pele oferecendo uniformidade e melhora das cicatrizes, assim como fechamento de poros, redução e controle da acne, diminuição e prevenção da hiperpigmentação pós-inflamatória, comum após as inflamações cutâneas”, alerta Joyce.

Normalmente, o uso é recomendado a partir dos 16 anos. Independentemente da idade e do composto utilizado, é necessário evitar exposição solar e fazer o uso diário de protetor solar durante o tratamento.

“Não existe um tempo ideal para o uso de ácidos, sempre busque a recomendação profissional. Dentro de um tratamento dermatológico, o uso correto diariamente é positivo. A pele não se acostumará, mas é preciso sempre avaliar qual a necessidade da pele no momento, para estar sempre saudável e com uma boa aparência”, esclarece. O uso deve ser descontinuado em caso de sensibilidade ou irritação, além da descamação. 

Entre as inúmeras opções de produtos disponíveis no mercado, a especialista alerta sobre a importância de buscar por empresas que trabalham com seriedade, com base em estudos e comprovações de eficácia.

Match perfeito

Alguns ativos podem ser combinados para potencializar seus efeitos. Vale ressaltar que a orientação profissional é imprescindível nesses casos. Confira a seguir alguns “match perfeitos” formulados em um trio de séruns da Mezzo Dermocosméticos — que podem ser utilizados juntos e diariamente:

• Tranexâmico C10: peeling clareador e iluminador que atua no melasma, sendo um inibidor que age em diferentes etapas da pigmentação. A fórmula uniformiza o tom da pele, devolve a luminosidade, renova sua superfície e melhora a hidratação. Além disso, possui ação antiglicante e anti-inflamatória. Também é indicado para peeling íntimo, rejuvenescedor e despigmentante. Sua fórmula é concentrada em ácido tranexâmico e também conta com ácido mandélico, vitamina C glicosilada, zíon-term, e exclusivo bel-even.

• Glicólico Hyalu+Ca: peeling multifuncional rejuvenescedor com alta concentração para reduzir linhas finas e rugas. Uma combinação de ácidos e ativos como ácido glicólico e ácido hialurônico, ainda possui essenskin, zíon-term, bel-even e homotaurine.

• Salicílico B3: com foco antiacne, o peeling atua nas imperfeições e controle de oleosidade. Contém formulação multifuncional, atua na renovação da pele oleosa, fechamento de poros, tratamento, redução e controle da acne. Proporciona uniformidade, melhora das cicatrizes de acne, diminuição e prevenção da hiperpigmentação pós-inflamatória. Possui ácido salicílico hidrossolúvel, azeloglicina, artemisia, niacinamida (Vitamina B3) e rhodiola.