Agronegócio

Importação de soja, milho e trigo da China aumenta em dezembro

São Paulo, 27 – As importações chinesas de soja totalizaram 88,51 milhões de toneladas no acumulado de 2019, informou nesta segunda-feira, 27, o Departamento de Alfândegas da China (Gaac, na sigla em inglês). O valor desembolsado pelo país com a aquisição da commodity somou US$ 35,33 bilhões. Em dezembro, o país asiático importou 9,54 milhões de toneladas da oleaginosa, avanço de 66,7% ante igual período do ano anterior.

Dentre os derivados da oleaginosa, a China adquiriu 830 mil toneladas de óleo de soja no ano passado. O valor desembolsado com as compras do óleo vegetal foi de US$ 593 milhões. Em dezembro, a importação da commodity totalizou 60 mil toneladas, alta de 18,5% em relação ao volume registrado em igual mês de 2018.

As importações chinesas de milho chegaram a 4,79 milhões de toneladas no ano que passou. O valor desembolsado com a importação do cereal somou US$ 1 bilhão. Em dezembro de 2019, o país importou 730 mil toneladas do cereal, aumento de 76% ante dezembro de 2018.

De trigo, os chineses importaram 3,207 milhões de toneladas no acumulado de 2019, pelo valor de US$ 1 bilhão. Em dezembro, as importações do cereal pelo país asiático totalizaram 469,1 mil toneladas, volume 111,3% maior que o de igual mês do ano anterior.

No mercado de algodão, a China importou 1,85 milhão de toneladas em 2019, pelo valor de US$ 3,570 bilhões. A importação da fibra natural totalizou 150 mil toneladas em dezembro, recuo de 29,8% ante igual intervalo de 2018.

As aquisições de óleo de palma pela China atingiram 5,61 milhão de toneladas no acumulado de 2019, pelo valor de US$ 3,078 bilhões. Em dezembro, a importação da commodity atingiu 540 mil toneladas, 25,3% superior ao importado um ano antes.

De lácteos, 3,061 milhões de toneladas foram importadas pela China em 2019, com o desembolso de US$ 11,73 bilhões. No último mês de 2019, o país comprou 265,4 mil toneladas de produtos lácteos do mercado externo, 14,4% a mais que no mesmo período do ano anterior.

No mercado de açúcar, a China importou 3,39 milhões de toneladas no ano passado, pelo valor de US$ 1,121 bilhão. Em dezembro, as importações de adoçante pelo país asiático alcançaram 210 mil toneladas, 28,9% a mais que em igual mês do ano anterior.

As aquisições de fertilizantes pelo país asiático somaram 11,11 milhões de toneladas em 2019 com o desembolso de US$ 3,527 bilhões. Em dezembro, a China importou 710 mil toneladas destes insumos, volume 37,6% menor que o comprado em igual mês do ano anterior.