Mundo

Imperador japonês planeja abdicar do cargo em abril de 2019

O imperador do Japão, Akihito, planeja abdicar do cargo no dia 30 de abril de 2019, aos 85 anos, segundo informou o primeiro-ministro Shinzo Abe nesta sexta-feira. Trata-se da primeira renúncia em cerca de 200 anos.

“Decidimos que a implantação (de uma lei especial que permite ao imperador abdicar) será em 30 de abril de 2019”, disse Abe a jornalistas depois de se reunir com o imperador.

O filho mais velho de Akihito, o príncipe herdeiro Naruhito, vai sucedê-lo no dia seguinte, em 1º de maio, marcando o início de uma nova era.

A decisão foi tomada hoje durante reunião do Conselho da Casa Imperial, que incluiu políticos, funcionários judiciais e membros da família imperial. A aprovação formal do gabinete sobre a decisão deverá ser apresentada no dia 8 de dezembro. Uma lei adotada em junho permite que Akihito saia do cargo, mas o momento em que isso aconteceria era um dos detalhes ainda não definidos.

Akihito já tinha expressado o desejo de abdicar do trono. Ele passou por cirurgia cardíaca e tratamento para câncer de próstata e chegou a dizer, em raros momentos, que temia que a idade dificultasse o cumprimento de suas funções. Fontes: Associated Press/Dow Jones Newswires.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?