Economia

IFO: Alemanha vai sofrer com falta de investimentos após pandemia

A pandemia do novo coronavírus poderá causar danos duradouros à economia da Alemanha, segundo avaliação do Instituto IFO. O problema será a relutância em investir, diz Joachim Ragnitz, diretor-gerente do IFO, que tem sede em Dresden. “Os investimentos reais em equipamentos já estavam crescendo de forma extremamente fraca em 2019 e, segundo nossas projeções econômicas, continuarão mínimos até 2022”, justificou Ragnitz em artigo publicado hoje no site do IFO.

De acordo com Ragnitz, as perdas de lucros e vendas em meio à pandemia deixaram as empresas incapacitadas de financiar investimentos de capital físico. Além disso, os bancos não estão ajudando, uma vez que sua disposição de conceder empréstimos depende do patrimônio do tomador de crédito.

“A redução dos investimentos não apenas irá desacelerar a modernização de instalações de produção, como também freará o crescimento da produtividade e a criação de empregos”, disse Ragnitz.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Atriz e modelo sul-coreana Song Yoo-jung morre aos 26 anos
+ Pais matam as 2 filhas para provar que elas voltariam a vida
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra! + Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel