Esportes

Ídolo do Manchester United revela ter vendido drogas e sofrido abuso sexual na adolescência

Crédito: Reprodução Instagram

Cristiano Ronaldo abraça Patrice Evra (Crédito: Reprodução Instagram)

Destaque na lateral-esquerda da seleção francesa e do Manchester United, Patrice Evra ganhou projeção no Monaco, da França, até chegar aos “diabos vermelhos” e conquistar tudo sob o comando de Alex Ferguson. Em entrevista ao BBC ‘Freeze the Fear’, o ex-jogador revelou que antes de brilhar nos gramados teve uma vida complicada na adolescência.

“Fiz três coisas antes de jogar futebol: vendi drogas, pedi dinheiro na rua na frente de uma loja e trabalhei em uma loja de televisões. Uma [das atividades] não é verdade… Eu não vendi televisões. As outras duas são verdade. Tinha 13 anos”, revelou ao programa da BBC ‘Freeze the Fear’.


Aos 40 anos, o ex-lateral natural de Dakar, no Senegal, disse que viveu seus piores dias na França.

“Às vezes, mesmo à meia-noite, eles mandavam os [hambúrgueres] Big Macs [sanduíche de rede de fast food] frios para lixo e nós íamos buscá-los. Quando o meu pai saiu de casa foi o caos”.

Patrice ressaltou ainda que o futebol ‘salvou seu caminho’ e expôs uma dura vivência no início da adolescência.

“Ser abusado sexualmente aos 13 anos teve um impacto enorme na minha vida. Você sente apenas vergonha de ti mesmo. Quando não confia na autoridade – ele era o meu diretor da escola – você simplesmente não confia em mais ninguém”, afirmou Evra.

Pelo United, Evra conquistou um Mundial de Clubes (2009), uma liga dos campeões (2008-2009), cinco campeonatos ingleses (2007-08-09-11-13), três taças da Liga da Inglaterra (2006-09-10) e anotou 10 gols.