Economia

Ibovespa sobe 0,09% em novo dia de compasso de espera por reforma

A valorização de ativos no mercado externo foi essencial para a leve alta do Índice Bovespa nesta segunda-feira, 11, que avançou 0,09%, aos 72.800,04 pontos. Já a indefinição em torno da reforma da Previdência manteve-se como fator de volatilidade. O compasso de espera imposto pelo cenário político indefinido também se refletiu no reduzido volume de negócios, que somou R$ 7,1 bilhões.

“Foi mais um dia em que o mercado navegou ao sabor do noticiário político, que ora favorece a alta, ora favorece a baixa, conforme as declarações em Brasília”, diz Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença Corretora. Segundo o profissional, boa parte da retração do investidor está relacionada à falta de previsibilidade na questão da reforma da Previdência. “Essa indefinição dificulta o planejamento do investidor. A tendência é a volatilidade persistir, enquanto não se souber se a reforma passa ou não passa”, afirma.

Pela manhã, o Ibovespa chegou a subir 0,86%, com o mercado na expectativa de que o governo conseguisse avançar mais nas negociações em torno da reforma da Previdência, cuja votação é esperada para 18 ou 19 deste mês. Por outro lado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), frustrou essas apostas ao dizer que via dificuldade na votação da matéria na próxima semana. As declarações chegaram a levar o Ibovespa temporariamente ao terreno negativo pela manhã (até -0,36%).

À tarde, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que o governo continua “trabalhando arduamente” pela aprovação da reforma ainda este ano e lembrou que a discussão da proposta no plenário da Câmara deve começar na próxima quinta-feira (14). Segundo ele, até lá, a equipe econômica ainda tentará aprovar também medidas importantes para o Orçamento de 2018, como a reoneração da folha de pagamentos e a tributação de fundos exclusivos.

Nesse contexto de indefinição, o cenário internacional foi importante contraponto, que impediu uma queda do índice. As altas do petróleo, dos metais e das bolsas de Nova York ajudaram a dar sustentação ao Ibovespa por toda a tarde, ao impulsionar papéis específicos, como Vale ON (+0,79%) e Petrobras (0,50% na ON e 0,20% na PN).

Entre as ações que compõem o Ibovespa, as do setor siderúrgico estiveram entre os maiores destaques. Os papéis acompanharam outras empresas sensíveis a commodities metálicas pelo mundo e também refletiram a notícia de que Usiminas e CSN negociam reajuste nos preços do aço, conforme informou a Coluna do Broad. Usiminas PNA subiu 3,23% e foi a maior alta do índice hoje. CSN ON avançou 1,63%.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Microsoft Edge recebe nova funcionalidade para aumentar velocidade de carregamento

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar


Tópicos

bovespa