Agronegócio

IBGE: País abateu 10,72 mi de cabeças de suínos no 1º tri, recorde para período

Rio, 14 – O País abateu 10,72 milhões de cabeças de suínos no primeiro trimestre, um aumento de 2,3% na comparação com igual período de 2017, o equivalente a 236,44 mil cabeças de suínos a mais, segundo a Pesquisa Trimestral do Abate de Animais divulgada nessta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado representa o melhor desempenho para primeiros trimestres desde o início da série histórica, em 1997. Na comparação com o quarto trimestre de 2017, porém, houve recuo de 3,1% no abate de suínos.

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o abate cresceu em 14 das 25 Unidades da Federação participantes da pesquisa. Os destaques foram Paraná (+91,92 mil cabeças), Mato Grosso do Sul (+81,51 mil cabeças), São Paulo (+54,29 mil cabeças), Minas Gerais (+27,73 mil cabeças), Santa Catarina (+11,67 mil cabeças) e Rio Grande do Sul (+309 cabeças). Na direção oposta, houve reduções em Mato Grosso (-23,68 mil cabeças) e Goiás (-23,61 mil cabeças).

Santa Catarina manteve a liderança do abate de suínos, com 26,3% de participação no total nacional, seguido por Paraná (21,2%) e Rio Grande do Sul (18,9%).

O IBGE divulgou no mês passado uma prévia do abate de animais do País. O levantamento divulgado nesta quinta-feira traz os dados definitivos da pesquisa para o período de referência.