Agronegócio

IBGE: aquisição de couro aumenta 2,7% no 1º trimestre ante 1º trimestre de 2017

Rio, 14 – Os curtumes brasileiros receberam 8,58 milhões de peças inteiras de couro cru de bovinos no primeiro trimestre, alta de 2,7% ante o mesmo período de 2017, o equivalente a 228,87 mil peças a mais. Na comparação com o quarto trimestre de 2017, houve queda de 2,0%. Os dados são da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais divulgada nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A aquisição de couro cru aumentou no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano anterior, em nove das 20 Unidades da Federação que participaram da pesquisa. Os destaques positivos foram São Paulo (+175,02 mil peças), Goiás (+148,48 mil peças), Rio Grande do Sul (+107,78 mil peças) e Mato Grosso do Sul (+79,40 mil peças). As maiores reduções ocorreram em Minas Gerais (-104,77 mil peças) e Tocantins (-82,10 mil peças).

Mato Grosso manteve a liderança na recepção de peles bovinas pelos curtumes, com 16,3% de participação no total nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (13,6%) e São Paulo (12,5%).

O IBGE divulgou no mês passado uma prévia do abate de animais do País. O levantamento divulgado nesta quinta traz os dados definitivos da pesquisa para o período de referência.