O Dia

Hospital da Posse vai ganhar novo centro de imagem com aparelhos modernos

Cinco aparelhos de raio-x convencionais, um aparelho de ressonância magnética e dois tomógrafos serão inaugurados no local

O Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) vai ganhar um novo Centro de Imagem com cinco aparelhos de Raio-X convencionais, um aparelho de ressonância magnética e dois tomógrafos funcionando 24 horas por dia. As obras para adequação do local começam na próxima semana.

A nova unidade vai dobrar a capacidade mensal de realização de exames de imagem no HGNI. Atualmente o hospital realiza cerca de 15 mil exames por mês, entre ultrassonografia, tomografia, ecocardiograma e Raio-x.

“Estamos investindo para melhorar a saúde de Nova Iguaçu. Melhorar a estrutura do HGNI é nossa prioridade. O hospital já está passando por uma grande reforma e agora vai ganhar este Centro de Imagens ampliado e reformado”, disse o prefeito Rogerio Lisboa, que participou do lançamento da pedra fundamental das obras, nesta terça-feira (10).

Ele lembrou que, apesar das dificuldades enfrentadas no início de sua gestão, com mais de R$ 500 milhões de dívidas herdadas do governo anterior, sempre investiu para manter o HGNI de portas abertas, atendendo pacientes de Nova Iguaçu e de toda a região.

O diretor-geral do Hospital, Joé Sestello, explica que as obras vão melhorar o atendimento e o acolhimento dos pacientes. “Além de receber equipamentos mais atualizados, ainda vamos reestruturar toda a rede de esgoto e fazer readequação da carga elétrica para que os novos equipamentos não causem uma sobrecarga”, disse Joé. Segundo ele, atualmente, entre 45 a 50 % dos atendimentos mensais na unidade são de pacientes de outras cidades da Baixada.

Morador de Austin, o chefe de padaria Hélio Francisco da Silva, de 52 anos, que levou a nora para realizar um exame de endoscopia no HGNI, aprovou a obra. Ele ficou surpreso com a rapidez no atendimento no hospital, mesmo sem a nova estrutura já pronta. “Cheguei aqui e não levou nem 20 minutos para que minha nora fosse chamada. Melhorando e modernizando o equipamento vai atender ainda mais gente e num tempo cada vez mais rápido”, disse Hélio.

Além da reforma da estrutura do Centro de Imagens, as obras vão envolver também a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Serão investidos o total de R$ 6,4 milhões, provenientes de uma emenda parlamentar da deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ).