Esportes

Hóquei no gelo dos EUA confirma retomada da temporada mas sem definir data

A liga de hóquei no gelo (NHL) foi nesta terça-feira a primeira competição esportiva profissional dos Estados Unidos a revelar um plano para retomar a temporada durante a pandemia de coronavírus, embora não tenha especificado as datas do retorno.

“Jogadores e equipes estão certos de que querem voltar a jogar e concluir esta temporada… Acreditamos que este é um plano justo para as equipes e o melhor nas atuais circunstâncias”, disse o comissário da NHL Gary Bettman, em uma declaração que foi transmitido pela televisão.

Em sua fala, Bettman detalhou o formato com o qual se tentará concluir a temporada 2019/20, que foi suspensa em março devido à pandemia, assim como as principais ligas esportivas do país.

Bettman confirmou que a fase regular, na qual faltavam três semanas de jogos, se deu por encerrada e agora virá a fase de playoffs que serão expandidos das 16 equipes tradicionais para 24.

O comissário observou que as equipes estarão concentradas em duas cidades, uma onde as franquias da Conferência Leste competirão e a outra do oeste. Bettman não confirmou quais serão os locais, mas apresentou a lista de 10 cidades candidatas, oito dos Estados Unidos e duas do Canadá (Toronto e Vancouver).

Ele também não especificou nenhuma data para o reinício da competição. Apenas ressaltou que o período de treinamento formal para as equipes não começará antes de 1º de julho.

“Não podemos apresentar nenhuma data fixa porque o cronograma depende das circunstâncias e das necessidades dos jogadores”, disse Bettman, que enfatizou que todas as medidas serão tomadas sob a orientação das autoridades e entidades médicas.

gbv/cl/aam

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior