Mundo

Homem que teve braço decepado por leão em safári processa agência de turismo

Homem que teve braço decepado por leão em safári processa agência de turismo

(Arquivo) Leão na reserva sul-africana, em 12 de maio de 2010 - AFP/Arquivos

O turista Patrick Fourgeaud, 64 anos, está processando uma empresa de turismo após ter tido parte do braço arrancado por um leão enquanto ele e a mulher, Brigitte Fourgeaud, de 63, dormiam em uma barraca no Ruaha National Park, um safári na Tanzânia. As informações são do jornal Daily Mail.

“Nunca esquecerei aquele momento em que acordei e vi o leão ali. Pensei que nós dois íamos morrer”, conta Brigitte ao Daily Mail. O ataque ocorreu em agosto de 2015 e o processo contra a Africa Travel Resource ainda tramita na Justiça.

“Nada vai mudar o que passamos, mas ambos acreditamos que mais poderia ter sido feito para impedir o que aconteceu”, disse Fourgeaud. “Nós dois queremos garantir que isso não aconteça com outros turistas.”

“Os operadores turísticos e as empresas de férias têm o dever de zelar por garantir a segurança dos clientes e, neste caso, acreditamos que isso não aconteceu. Patrick e Brigitte acreditam que ninguém ficava vigiando a noite toda o acampamento enquanto dormiam em suas tendas”, defendeu Leane Shanks,advogado dos Fourgeauds.

De acordo com o advogado, o casal não recebeu conselhos adequados do guia sobre os riscos específicos de acampar ali aquela noite. A empresa nega qualquer responsabilidade pelos ferimentos sofridos por Fourgeaud ou pelo sofrimento psicológico que o casal que mora na França continua sofrendo.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Jack Daniel’s com maçã começa a ser vendido no Brasil

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?