Comportamento

Homem que escalou Torre Eiffel é interceptado após provocar evacuação

Homem que escalou Torre Eiffel é interceptado após provocar evacuação

Um homem escalou a fachada da Torre Eiffel, em Paris, nesta segunda-feira - AFP

Um homem que escalou a fachada da Torre Eiffel nesta segunda-feira (20), provocando sua evacuação, foi interceptado após permanecer agarrado ao monumento parisiense por mais de seis horas, disseram autoridades.

O homem, que não foi imediatamente identificado, “está nas mãos das equipes de emergência” enviadas à torre, que será reaberta aos visitantes na terça-feira, informou a empresa que opera o monumento em um comunicado.

Um policial disse que o homem “foi pego”.

Procedimentos de emergência desencadeados pela escalada não autorizada do homem forçaram a evacuação do monumento icônico, da esplanada embaixo e de uma grande parte do parque adjacente Champ de Mars no meio da tarde desta segunda-feira.

O fechamento repentino de uma das maiores atrações turísticas da França frustrou os visitantes que planejavam subir a torre, de 324 metros de altura.

“Estamos muito decepcionados, estamos aqui apenas por uma semana e isso muda toda a nossa programação”, disseram Sylvie e Celine Forcier, de Quebec.

Justin e Karen Smith, de Los Angeles, esperavam ir até o topo da Torre Eiffel, depois de celebrar seu casamento um dia antes, em frente ao monumento. “Estamos desapontados”, disseram.

A polícia disse mais cedo à AFP que, apesar de ter feito contato com o homem, não sabia o que o motivou a escalar a fachada do monumento.

Os bombeiros tinham descido de rapel do terceiro andar da torre para tentar alcançar o alpinista, que estava vestido com uma jaqueta preta.

Não é a primeira vez que uma pessoa tenta subir neste emblemático monumento de mais de 18 mil peças de ferro, construído para a Exposição Universal de 1889.

Em outubro de 2017, foi completamente evacuada devido à presença de um jovem que ameaçou cometer suicídio.

A França, que atrai turistas de todo o mundo por seus monumentos, cultura e gastronomia, recebeu 89,4 milhões de turistas estrangeiros no ano passado, mantendo assim sua posição como o principal destino do mundo.

E a Torre Eiffel, que este ano celebra 130 anos desde a sua construção, é o monumento mais visitado com acesso pago no mundo, com sete milhões de ingressos por ano.