Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A Polícia Civil de Artur Nogueira, no interior de São Paulo, divulgou nesta quarta-feira (17) a identidade do homem que gravou um vídeo ameaçando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no último fim de semana. As informações são do G1.

De acordo com o delegado Lúcio Petrocelli, o homem que aparece em um vídeo com uma arma atirando em alvos é o empresário José Sabatini, de 70 anos. Morador de Artur Nogueira, ele já foi membro da presidência da Associação Comercial e Empresarial da cidade (Acean). O G1 procurou a instituição, que não quis comentar o caso, mas confirmou a identidade de Sabatini.

Ainda segundo o G1, na manhã desta quarta, policiais do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), da capital paulista, fizeram uma diligência até Artur Nogueira para encontrá-lo. Ele aceitou ir a São Paulo para ser ouvido.

No vídeo de ameaça a Lula, Sabatini aparece vestindo uma camisa escrita “Brasil” e com uma bandeira nacional amarrada na altura da cintura, dá tiros em alvos improvisados em uma trave de futebol e xinga o ex-presidente de “filho da p*ta”.

“Lula, seu filho da p*ta, eu quero dar um recado para você. Hoje é sábado, dia 13 de março, presta atenção no recado que eu vou dar para você, seu vagabundo: se você não devolver os R$ 84 bilhões que você roubou do fundo de pensão dos trabalhadores, você vai ter problema, hein, cara? Você vai ter problema”, diz o homem.

Ele continua: “Outro recado: não tenta transformar o meu país em uma Venezuela. Eu vou derramar meu sangue, mas eu vou lutar pelo meu país. Não tenta, tá entendendo o recado? Eu tô sendo claro com você? A minha parte eu vou fazer”, conclui.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chegou a telefonar para a presidente do PT, a deputada Gleisi Hoffmann, informando que havia determinado a abertura imediata de investigação para apurar as ameaças ao ex-presidente.

“A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”, disse Doria.