Mundo

Homem de 84 anos é condenado a prisão perpétua por assassinatos cometidos em 1976

Crédito: Reprodução/ NBC26

A Justiça dos Estados Unidos condenou Raymond Vannieuwenhoven, de 84 anos, à prisão perpétua pelo assassinado de um casal em Wisconsin em 1976. Conforme as investigações, David Schuldes e a noiva, Ellen Matheys, na época com 25 e 24 anos, foram mortos a tiros em um acampamento. As informações são da emissora NBC96.

Raymond foi identificado como autor do crime apenas em 2018 após um exame de DNA. Conforme as investigações, antes de ser assassinada, Ellen foi violentada sexualmente. Amostras de DNA foram coletadas do corpo da vítima e enviadas para um banco de dados.

No entanto, apenas em 2018, um exame de DNA relacionou Raymond ao crime. Ele foi preso no ano seguinte, mas negou o crime. O motivo dos assassinato não ficou esclarecido.

Durante o julgamento desta semana, o tribunal decidiu seguir os parâmetros das leis de 1976, quando o crime ocorreu. Na época, o caso era denominado homicídio em primeiro grau. Conforme o juiz, a sentença adequada foi a de prisão perpétua consecutiva para cada acusação devido à gravidade dos atos.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio