Em Cartaz

Heróis com consciência social

A segunda temporada de “The Umbrella Academy” leva a família de super-heróis para resolver problemas dos anos 1960

Crédito: Divulgação

As sete crianças da família Hargreeves nasceram no mesmo dia do ventre de mulheres que não estavam sequer grávidas. Foram adotadas por um bilionário que criou uma instituição dedicada apenas a elas para que pudessem desenvolver em paz seus super-poderes. Baseada em uma história em quadrinhos, esse é o mote da série “The Umbrella Academy”, um dos maiores sucessos da Netflix.

“Eles são uma família problemática. Ainda estão aprendendo a agir em equipe”, explica o diretor executivo Steve Blackman.

Em sua segunda temporada, a série protagonizada por adolescentes com super-poderes faz uma viagem no tempo até os anos 1960 e ganha um cunho social. A garota Allison, interpretada por Emmy Raver-Lampman, tem de enfrentar um inimigo ainda mais poderoso na época: o racismo. “Os anos 1960 aconteceram há pouco tempo e nossa luta pela igualdade racial continua”, afirma Emmy. “É importante que o assunto seja abordado em uma série tão popular.” Para a atriz Ellen Page, que interpreta Vanya Hargreeves, a série discute ainda a diversidade sexual. “Falar sobre o desrespeito à comunidade LGBT é uma forma de mostrar aos jovens de hoje como isso era errado”. Em meio ao apocalipse, a família de super-heróis mantém a consciência social.

As teorias da conspiração

Divulgação

Da morte de John F. Kennedy à crise dos mísseis em Cuba, a segunda temporada de “Umbrella Academy” desfila uma coleção de referências aos anos 1960, época em que o mundo quase sofreu um apocalipse. “Abordamos diversas teorias da conspiração”, diz o chefão da série, Steve Blackman (foto). “Os personagens da família Hargreeves voltam no tempo para lutar por questões que ainda incomodam os jovens de hoje, como racismo e homofobia.” Blackman, que já produziu séries realistas como “Fargo” e “NYPD Blue”, acredita que o sucesso da série vem da imperfeição dos personagens. “São diferentes dos super-heróis que estamos acostumados a ver. São pessoas com problemas
e medos. A diferença é que elas têm super-poderes para resolvê-los.”

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

 

Veja também

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Jack Daniel’s com maçã começa a ser vendido no Brasil

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?