Geral

Hemorio apela à população do Rio para doar sangue

O Instituto de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio), órgão da Secretaria de Estado de Saúde (SES), faz um apelo à população do Rio de Janeiro para doar sangue a fim de evitar a baixa no estoque, principalmente nesse período de férias escolares, quando a média de queda é de 20%.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

A chefe do Serviço de Doação do Hemorio, Maria Margarida Nunes Pêssego, disse que, historicamente, o instituto registra uma queda 20% no período de dezembro, janeiro e fevereiro no número de pessoas que contribuem com a doação de sangue.

“O Hemorio pede que os cidadãos venham ao instituto, que funciona todos os dias, das 7h às 18h, para que nosso estoque não sofra uma baixa. É importante lembrar que, além dos doentes crônicos que necessitam de sangue, nesta época também há um aumento no número de acidentes de trânsito onde pode haver vítimas graves que chegam às emergências dos hospitais”, disse a médica.

Só em 2019, foram feitas cerca de 82 mil doações de sangue, e a expectativa para 2020 é que supere esse número. Referência no estado nas áreas de Hematologia e Hemoterapia, o instituto distribui sangue para 180 hospitais públicos, incluindo grandes emergências, como a dos hospitais Getúlio Vargas, Alberto Torres, Souza Aguiar, Miguel Couto, Salgado Filho, além de maternidades, UTIs neonatais e conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade também é um hospital de referência no tratamento de doenças ligadas ao sangue, como leucemia, anemias, linfomas, hemofilia e anemia falciforme, com mais de 10 mil pacientes ativos.

Doação

Para doar sangue é necessário ter entre 16 anos e 69 anos, pesar no mínimo 50 quilos (kg), estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. Devem portar ainda um documento de identidade do responsável.

Aberto todos os dias, de 7h às 18h, inclusive sábados, domingos e feriados, na Rua Frei Caneca, 8, no Centro, o Hemorio recebe, em média, 200 doadores por dia, mas tem a capacidade para atender o dobro.

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Peugeot apresenta sua primeira moto feita em parceria com a Mahindra

+ A Fazenda 12: Jojo Todynho causa e pede óleo ungido a Edir Macedo

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea