Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) alterou as normas e agora as doações de sangue de homens LGBTs serão permitidas. O antigo protocolo indicava que doadores que tiveram relação com outros homens nos últimos 12 meses não poderiam doar sangue, conforme apuração do G1.

Com a intervenção do Supremo Tribunal Federal (STF), as regras foram alteradas. Além da retirada da pergunta sobre a sexualidade do grupo do questionário.

“Homens gays com vida sexual ativa poderão doar sangue e serão submetidos à triagem clínica”, disse o Hemocentro.

A decisão do Supremo foi proferida no último dia 8 de maio. Na ocasião, o ministro Edson Fachin, relator do caso, considerou a medida uma “discriminação injustificada”.

“Orientação sexual não contamina ninguém. O preconceito, sim”, disse o ministro.