Em Cartaz

Hedda desafia Mel Lisboa

Crédito: Guto Garrote

O drama “Hedda Gabler” (1890), do norueguês Henrik Ibsen (1828-1906), causou furor quando estreou em Munique em 1891. Isso porque Ibsen punha em cena uma feminista capaz de aniquilar dois homens próximos a ela. A nova montagem do grupo A Não Companhia de Teatro, dirigida por Márcio Macena, aposta na simplicidade atemporal para ressaltar o caráter forte da protagonista. Ela é interpretada pela atriz Mel Lisboa, naquele que é o papel mais difícil de sua carreira. Espaço Parlapatões (SP), de 14/6 a 28/7.