Geral

Havan começa a vender alimentos para tentar reabertura como serviço essencial

Crédito: Wikipedia

A rede de lojas de departamentos Havan começou a vender alimentos como arroz, feijão, macarrão e óleo para ser considerada atividade essencial e conseguir uma reabertura durante a pandemia do novo coronavírus. As informações são da Folha de S. Paulo.

A venda dos produtos reforça o argumento do empresário Luciano Hang, aliado do presidente Jair Bolsonaro, à Justiça de que a rede não é uma loja de departamentos e sim um hipermercado e, portanto, pode ser considerado um serviço essencial.

No entanto, a maioria das lojas da rede continua aberta porque estão em Estados que flexibilizaram a abertura de alguns setores, como Santa Catarina e Paraná.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Gabriel Medina torna-se alvo de sites de fofoca
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

Tópicos

CORONAVÍRUS Havan