Mundo

Harvey Weinstein é condenado por assédio e estupro nos EUA

NOVA YORK, 24 FEV (ANSA) – O ex-produtor de cinema Harvey Weinstein foi condenado por ataque sexual e estupro por um júri em Manhattan, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (24).   

O americano era acusado de cinco crimes, e foi considerado inocente em três deles, incluindo o mais grave, o de predador sexual. Com isso, ele poderá pegar uma pena máxima de 25 anos de prisão.   

Weinstein foi acusado por quase 100 mulheres, incluindo celebridades como Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow, de estupro e agressões sexuais ao longo de vários anos. As denúncias foram o estopim para a criação do movimento mundial “Me Too”. Ele, no entanto, alega inocência. Na Suprema Corte de Nova York, o ex-produtor foi julgado apenas por agressões contra duas mulheres. Segundo as denúncias, ele teria atacado sexualmente a ex-assistente de produção Mimi Haleyi e estuprado Jessica Mann. Weinstein foi condenado nos dois casos. (ANSA)