Economia

Hapvida vai ficar com endividamento muito baixo mesmo após aquisição


A Hapvida ficará com nível de endividamento muito baixo mesmo com a aquisição anunciada nesta terça-feira, 7, do Grupo São Francisco, disse o presidente da empresa, Jorge Pinheiro, em entrevista à imprensa para comentar a operação. “A companhia tem caixa muito elevado”, afirmou ele, destacando que o endividamento deve ficar o equivalente a uma vez o Ebitda, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização.

Da operação, avaliada em R$ 5 bilhões, o equivalente a R$ 2 bilhões será pago por emissão de dívida.

“Estamos namorando a São Francisco há algum tempo”, disse Pinheiro no início da sua apresentação, que acontece na sede do BTG Pactual em São Paulo, banco que cuidou da operação. O Grupo São Francisco, destacou o executivo, tem a melhor plataforma para a expansão fora do eixo Norte e Nordeste, além de ter sinistralidade muito baixa.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua