Edição nº2534 13/07 Ver edições anteriores

Haddad é quem encarnará “Lula perseguido”

“Lula perseguido” por um Judiciário dividido e inconfiável é a narrativa principal, desde que a Lava Jato chegou aos seus calcanhares. O que o PT tenta disseminar agora, fundado nos acontecimentos de domingo, são apenas subprodutos da narrativa dominante com o propósito de reforçá-la. Para tentar legitimar a candidatura de Lula? Não. Há muito, o ex-presidente petista sabe que não terá condições de concorrer ao Planalto. Ademais, “Lula candidato” contraria a narrativa “Lula perseguido”. O que alimenta a narrativa “Lula perseguido” é “Lula impedido de ser candidato”. Cenas, como as protagonizadas no domingo, se repetirão à exaustão até o fim do prazo para homologação das candidaturas. O objetivo do PT, na verdade, é vitaminar o espólio político legado a Fernando Haddad, provável candidato do PT à Presidência. O ex-prefeito de São Paulo personificará “Lula perseguido”. É quem levará a narrativa adiante até as urnas. É a única e última tacada petista.


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.