Edição nº2556 14/12 Ver edições anteriores

“Haddad é o poste de Lula que não vai acender”, diz Major Olímpio

Senador eleito pelo PSL de São Paulo com 9 milhões de votos, o Major Olímpio Gomes disse hoje em entrevista exclusiva para ISTOÉ que Fernando Haddad, candidato a presidente da República pelo PT, “é o poste de Lula que não vai acender”.

Segundo ele, “chefe da quadrilha petista, o ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba, lançou Haddad como seu poste para presidente, dizendo que iria acendê-lo no momento certo, mas o poste não vai acender. Ele é muito fraco, caminha para o precipício”, disse.

De acordo com Olímpio, Haddad já foi rejeitado pela população da cidade de São Paulo, que não o reelegeu prefeito em 2016, e, portanto, acredita na vitória de Jair Bolsonaro contra o PT nas eleições do próximo dia 28.

Apesar de ser um dos principais auxiliares de Bolsonaro, Major Olímpio Gomes não espera ser convidado para um dos 15 ministérios que o ex-capitão do Exército vai montar no futuro governo caso seja eleito dentro de duas semanas. “Eu fui eleito para o Senado. Já disse isso ao Bolsonaro, mas vou colaborar no que for necessário”.

Eleito para uma bancada de quatro senadores do PSL, Olímpio entende que o seu partido pode vir a pleitear a presidência do Senado. “Posso participar da mesa do Senado ou de uma comissão importante, mas se a missão que me couber for a de ser presidente do Senado, quero dizer que me preparei para isso a vida toda, embora ainda seja muito precoce falar sobre isso. Agora a nossa prioridade é a vitória do Bolsonaro”.

Confira a entrevista exclusiva abaixo:


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.