O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta terça-feira, 18, que o acordo de transação tributária firmado pela Petrobras com a União é vantajoso para a empresa. “Tanto é que três membros do conselho de administração, que representam os minoritários, votaram de forma favorável”, disse.

Como mostrou o Estadão/Broadcast, o Conselho de Administração da Petrobras aprovou ontem em reunião extraordinária um acordo de R$ 19,8 bilhões com a Receita Federal para encerrar litígios da estatal no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf). De acordo com Haddad, instrumentos como este dão condição para a Fazenda buscar resultados ao longo do exercício sem necessidade de criar novos impostos.

O ministro disse ainda que vai se reunir ainda esta semana com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para discutir, dentre outros temas, o projeto de lei que trata da renegociação da dívida dos Estados.