Mundo

Guatemala ultrapassa os 2.000 mortos por coronavírus

Guatemala ultrapassa os 2.000 mortos por coronavírus

Trabalhadores com equipamento de proteção se preparam para desinfetar um veículo do lado de fora de uma igreja durante a celebração do Dia de São Cristóvão, na Cidade da Guatemala - AFP/Arquivos

A Guatemala ultrapassou, nesta segunda-feira (3), os 2.000 mortos por COVID-19 e acumula mais de 51.500 casos, em um momento em que o país centro-americano leva uma semana de reabertura gradual das atividades econômicas restritas desde março, informou o governo.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O Ministério da Saúde registrou hoje em seu balanço diário 18 mortes, o que leva ao total de 2.013 óbitos. Os novos casos foram 236, somando um total de 51.542. Além disso, 39.346 pessoas se recuperaram, segundo os dados oficiais.

Apesar de o número de casos e de mortos não diminuir, o presidente Alejandro Giammattei anunciou em 26 de julho a reabertura gradual das atividades econômicas, restritas há mais de quatro meses.

A Guatemala mantém um toque de recolher parcial desde 22 de março como estratégia para controlar a propagação da COVID-19.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea