Cultura

Grupo Kering bane modelos menores de idade

MILÃO, 15 MAI (ANSA) – O grupo francês Kering, do qual fazem parte marcas famosas como a Gucci, anunciou nesta quarta-feira (15) que não contratará mais modelos menores de idade para desfiles ou campanhas adultos.   

“Como um grupo de luxo global, temos consciência da influência exercida sobre as jovens gerações, principalmente das imagens de nossos produtos. Acreditamos ter a responsabilidade de propor melhores práticas no setor de luxo e esperamos criar um movimento que encoraje outros a seguirem o exemplo”, disse François-Henri Pinault, presidente da Kering.   

A nova política passará a valer em 2020, ou seja, para a temporada outono/inverno 2020-2021.   

O conglomerado já tinha inovado em 2017 ao adotar uma carta com a LVMH para não contratar modelos magros demais (manequins 32 para mulheres e 34 para homens) e com menos de 16 anos.   

A Kering faturou 13,6 bilhões de euros em 2018 e controla as marcas Gucci, Yves Saint Laurent, Bottega Veneta, Balenciaga e Alexander McQueen, entre outras. (ANSA)