Mundo

Grupo Estado Islâmico reivindica ataque com 89 mortos em Níger

Grupo Estado Islâmico reivindica ataque com 89 mortos em Níger

Soldado em Niamey em 22 de dezembro de 2019 - POOL/AFP/Arquivos

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta terça-feira o ataque na cidade fronteiriça de Chinegodar, no oeste do Níger (fronteira com o Mali) que deixou 89 mortes na última quinta-feira, informou o órgão de vigilância dos movimentos extremistas dos EUA, citando ao grupo ISWAP (Estado Islâmico na África Ocidental).

“Os soldados do califado atacaram uma base militar do Níger na vila de Chinegodar na quinta-feira (9 de janeiro). Os combates duraram várias horas”, disse o comunicado da organização, segundo a qual “100 elementos” do exército morreram.

O ataque foi o mais violento desde 2015, quando os ataques naquela área de fronteira entre Níger e Mali se intensificaram.

O grupo afirma que em seu ataque “destruiu numerosos veículos”, “queimou quartéis” e tomou “veículos, armas e munições” como pilhagem.