Esportes

Grupo de vascaínos revitaliza imóvel da reunião de fundação do Vasco

Crédito: Reprodução

Casa onde foi realizada a reunião de fundação do Vasco da Gama (Crédito: Reprodução)

Se depender do grupo “Guardiões da Colina”, o local onde foi feita a reunião para a fundação do Vasco da Gama, em 21 de agosto de 1898, jamais será esquecida. O coletivo conseguiu alugar e restaurar o imóvel e, agora, o objetivo é realizar exposições e celebrações sobre a história centenária do cruz-maltino.

Anteriormente, os vascaínos achavam que o clube havia sindo fundado na Rua da Saúde, nº 293, na região central da capital fluminense. Hoje, a sede do clube fica na Rua Sacadura Cabral, n° 345.

Ao UOL, o líder do Guardiões da Colina, Fábio Vare contou como o grupo colocou a ideia em prática para obter o espaço.

“Já era um sonho antigo do nosso grupo. Temos algumas bandeiras, como a democratização do Vasco, valorização de suas sedes, recuperação da sua história… Finalmente a oportunidade apareceu, o imóvel estava para alugar e não pensamos duas vezes. Ali nasceu o Vasco. Visitamos o local e vimos um filme imaginando como, há 122 anos, ali aconteceu a reunião que gerou essa paixão que nos move até hoje”, contou.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Além de dar ao local uma cara de Vasco, o grupo disse que pretende transformar o prédio no roteiro de turismo da região central da cidade.

“Vamos fazer uma inauguração em breve. Essa região foi muito afetada pela pandemia, que infelizmente ainda não acabou. Estamos organizando todos os protocolos para iniciar uma exposição de itens históricos do Vasco com entrada limitada, álcool, máscara… O Centro do Rio está voltando a funcionar aos poucos, os museus estão voltando, AquaRio… Nada mais animador que colocar o Vasco nesse roteiro e ainda ajudar a movimentar a região, os restaurantes, etc.”, destacou.

Apesar do grupo ter conseguido restaurar o local, o imóvel ainda é alugado, com opção de compra ao final do contrato. No entanto, o objetivo do “Guardiões da Colina” é que o grupo consiga convencer a diretoria do Vasco a adquirir o local e reconhecer o prédio como uma de suas sedes.

“Vamos cobrar entrada e o sócio vai ter desconto. É um valor que será 100% empregado no imóvel. O grupo Raízes Vascaínas está com a gente nessa, pessoas próximas de outros grupos do Vasco, amigos, enfim… Há uma mobilização grande para ajudar. Qualquer vascaíno que quiser, pode ajudar, vamos disponibilizar uma conta no PicPay para doações. Nosso sonho é restaurar o imóvel todo até janeiro e, quem sabe no próximo ano, a nova diretoria que entrar não vê o interesse de oficializá-lo como sede do Vasco novamente. Seria fantástico”, ressaltou Fábio Vare.

Com a sua inauguração datada ainda no século XIX, por quase toda a sua história, os vascaínos tinham como local de fundação a sede da Sociedade Dramática Particular Filhos de Talma,  a qual revelava artistas amadores daquele período.

Entretanto, com a ajuda do historiador vascaíno Henrique Hubner, os torcedores do gigante da colina souberam que o verdadeiro local do Club de Regatas Vasco da Gama.

 

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel