Economia

Grupo Alimentação e Bebidas tem alta de 0,40% no IPCA-15 de novembro


Os gastos das famílias com alimentação e bebidas passaram de uma alta de 1,38% em outubro para 0,40% em novembro, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo Alimentação e Bebidas deu uma contribuição de 0,08 ponto porcentual do grupo para a taxa de 1,17% do IPCA-15 deste mês.

A alimentação no domicílio saiu de uma elevação de 1,54% em outubro para avanço de 0,50% em novembro.

As altas de preços foram menos intensas no tomate (14,02%), frango em pedaços (3,07%) e queijo (2,88%). Ficaram mais baratos as carnes (-1,15%), leite longa vida (-3,97%) e frutas (-1,92%).

Na direção oposta, as famílias pagaram mais pela batata-inglesa (14,13%) e cebola (7,00%).

A alimentação fora do domicílio subiu 0,15% em novembro. A refeição fora de casa aumentou 0,88%, mas os preços do lanche caíram 1,08%.


Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais