Tecnologia & Meio ambiente

Greta Thunberg chega à Europa para COP25

LISBOA, 03 DEZ (ANSA) – A ativista sueca Greta Thunberg chegou em Lisboa nesta terça-feira (3), após uma travessia de três semanas no Oceano Atlântico, e agora busca um transporte para levá-la até Madri, que sedia a Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, a COP25.   

Thunberg, 16 anos, viajou no veleiro de uma família australiana após um tour por Canadá e Estados Unidos. Seu objetivo era seguir até o Chile, que receberia a COP25, mas a jovem teve de mudar os planos por conta da transferência da sede do evento.   

O barco, chamado “La Vagabonde”, viajou sem auxílio de motores, já que Thunberg busca usar apenas meios de transporte com baixo impacto ambiental. O veleiro conta com painéis solares e geradores movidos a água para obter eletricidade.   

A jovem deve se reunir com autoridades portuguesas e outros ativistas, mas seus representantes ainda não confirmam como nem quando ela irá a Madri, a 600 quilômetros de Lisboa.   

“Ela tem sido uma líder capaz de mover e abrir corações de muitos jovens ao redor do mundo. Precisamos dessa força tremenda para aumentar a ação pelo clima”, disse a ministra do Meio Ambiente do Chile, Carolina Schmidt, que preside a COP25.   

A chegada de Thunberg a Lisboa coincide com a divulgação de um novo relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência ligada à ONU, que aponta que 2019 deve ser o segundo ou terceiro ano mais quente desde que as medições começaram – o recorde é de 2016.   

As estatísticas indicam que as temperaturas do planeta se mantiveram em média 1,1ºC acima dos níveis pré-industriais entre janeiro e outubro. Se esse índice permanecer inalterado, 2019 será o segundo ano mais quente de todos. (ANSA)