Esportes

Gremista Matheus Henrique afirma que vai torcer pelo Flamengo diante do River

O volante do Grêmio Matheus Henrique não demonstrou mágoa pela eliminação de seu time pelo Flamengo na Copa Libertadores e afirmou, em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira no CT Luiz Carvalho, que vai torcer pelo time carioca na decisão do torneio, que ocorre neste sábado, em Lima.

Para Matheus Henrique, as derrotas sofridas pela sua equipe para o rival rubro-negro no duelo de volta das semifinais do torneio continental e no próprio Campeonato Brasileiro já foram superadas. O mesmo não pode ser dito em relação aos argentinos. Especialmente após o revés para os vizinhos na final do Torneio de Tenerife, na Espanha, onde esteve com a seleção brasileira olímpica na última semana.

“Vou torcer (para o Flamengo) porque não torço por argentinos. É torcer por nossos compatriotas. Eles eliminaram a gente (da Libertadores), que agora tragam esse título para o futebol brasileiro”, afirmou o volante ao revelar a sua predileção pelo clube carioca nesta decisão continental.

O jovem de 21 anos minimizou até mesmo o fato de uma possível conquista do clube da Gávea abrir mais uma vaga na fase de grupos da Libertadores. Atualmente em quarto na classificação do Brasileiro, o Grêmio teria lugar nesta etapa do torneio até mesmo com um quinto lugar se o time de Jorge Jesus for campeão no sábado.

“Sabemos que não podemos depender deles para realizar nosso objetivo, temos que fazer nossa parte. Se o campeonato terminasse hoje, estaríamos no G4, então, só depende da gente”, apontou.

Matheus Henrique também projetou as próximas duas partidas do Grêmio, ambas como visitante, contra Palmeiras e Athletico-PR. “Esses dois jogos são essenciais para a gente. Nosso objetivo, primeiro, é não perder, pois fora de casa é sempre complicado. Já enfrentamos os dois, por Brasileiro, Copa do Brasil e pela Libertadores, sabemos jogar esse tipo de jogo”, destacou.

De acordo com o volante, o ideal é pontuar nessas duas partidas para evitar que a equipe de Renato Gaúcho chegue pressionada no confronto direto com o São Paulo, em Porto Alegre, pela 36.ª e antepenúltima rodada. “É confronto direto. É sempre bom não depender de ninguém para chegar a um objetivo, mas a gente sabe que o ideal seria chegar aqui, contra o São Paulo, já com tudo encaminhado”, avaliou.

Com a semana livre de trabalho, enquanto os titulares realizavam um treino técnico em campo reduzido na tarde desta quarta-feira, os reservas foram a campo para disputar um coletivo contra atletas da base do clube. O argentino Kannemann e Matheus Henrique, que não atuaram na derrota para o Flamengo no último domingo por estarem com suas respectivas seleções, foram as novidades na movimentação. As atividades visaram o duelo deste domingo, contra o Palmeiras, às 16 horas, no Allianz Parque, pela 34ª rodada do Brasileirão.