Economia

Grandes mercados asiáticos fecham em alta, à espera de reunião entre Trump e Xi

As maiores bolsas asiáticas fecharam em leve alta nesta segunda-feira, na expectativa de que os líderes dos EUA e da China consigam retomar discussões comerciais nos próximos dias, mas atentas também à recente escalada das tensões no Oriente Médio.

Investidores aguardam com ansiedade um encontro entre os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, em busca de sinais de reversão na disputa comercial que está prejudicando a economia global e afetando a confiança das empresas. Trump e Xi vão se reunir às margens da cúpula do G20 que ocorrerá no Japão no fim da semana.

Entre os mercados chineses, o índice Xangai Composto subiu 0,21% hoje, a 3.008,15 pontos, mas o menos líquido Shenzhen Composto teve baixa marginal de 0,09%, a 1.576,09 pontos.

Também no radar está a tensa situação no Oriente Médio desde que o Irã derrubou um drone dos EUA que teria supostamente sobrevoado águas iranianas na semana passada. O episódio chegou perto de gerar um confronto armado na região. No fim de semana, Trump anunciou planos de impor novas sanções ao regime iraniano, mas também mostrou disposição de negociar com Teerã sem impor precondições.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei avançou 0,13% em Tóquio hoje, a 21.285,99 pontos – ajudado por suave valorização do dólar frente ao iene durante a madrugada -, enquanto o Hang Seng subiu 0,14% em Hong Kong, a 28.513,00 pontos, e o sul-coreano Kospi teve ligeira alta de 0,03% em Seul, a 2.126,33 pontos, mas o Taiex caiu 0,23% em Taiwan, a 10.779,45 pontos, depois de acumular ganhos por cinco pregões seguidos.

Na Oceania, a bolsa australiana migrou para o azul no fim da sessão, impulsionada em parte por ações ligadas ao setor imobiliário. O S&P/ASX 200 registrou alta de 0,22% em Sydney, a 6.665,40, pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.