Economia

Governo quer economizar R$ 1,3 bi nos próximos 3 anos com aluguel de imóveis

O Ministério da Economia quer economizar R$ 1,3 bilhão nos próximos três anos com a redução de gastos com aluguel de imóveis. A ideia é que diferentes órgãos da administração federal passem a dividir um mesmo edifício, reduzindo a ociosidade de espaços nesses locais.

Uma portaria foi publicada nesta segunda-feira, 3, no Diário Oficial da União com prazos para que órgãos e entidades do Poder Executivo Federal atualizem o cadastro de ocupação de prédios no Sistema de Gerenciamento do Patrimônio Imobiliário de Uso Especial da União.

“Este é o primeiro passo para implantarmos um programa de gestão de ocupação otimizada e compartilhada dos imóveis. A iniciativa do Ministério levará em consideração a oferta e a demanda de espaços, de forma a ampliar o compartilhamento entre os órgãos da Administração Pública Federal”, afirmou, em nota, o secretário de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, Fernando Bispo.

Até o dia 10 de setembro, a Economia vai coletar as informações dos órgãos sediados no Distrito Federal. Os dados sobre ocupação de prédios nos demais Estados serão recebidos até 10 de dezembro. O cadastro do imóvel deve incluir a área ocupada em metros quadrados, o número de vagas nos estacionamentos e a quantidade de servidores em rotina presencial ou semipresencial.

“Este levantamento será importante para reduzirmos os gastos com aluguel. Existe a previsão de que esta ação gere uma redução gradativa dessas despesas pelos órgãos da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional”, acrescentou o secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert.


+ Advogada é morta e tem corpo carbonizado no Rio de Janeiro
+ Morre Liliane Amorim, influencer de Juazeiro do Norte, após complicações da realização de lipoaspiração

De acordo com a pasta, empresas estatais e órgãos dos outros Poderes e do Ministério Público da União também poderão participar da gestão compartilhada de imóveis com o Executivo, desde que assinem um termo de adesão.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ 7 tendências de design de interiores que vão bombar em 2021
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel