Economia

Governo prevê quase R$ 60 bi de investimento em leilões já agendados


O governo federal prevê que os leilões já agendados para 2021 devem gerar R$ 59,1 bilhões de investimentos no País. Incluindo aqueles que ainda não têm data definida para ocorrer, o valor vai para R$ 443,8 bilhões, o que envolve 129 ativos. Os números foram divulgados nesta terça-feira, 16, pelo Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), órgão do governo responsável por coordenar as privatizações e parcerias com iniciativa privada em áreas como de transporte, energia, comunicações e saneamento, por exemplo.

Entre os leilões já programados está o da sexta rodada de concessões aeroportuárias, em abril, que irá transferir para a iniciativa privada 22 terminais hoje operados pela Infraero. Só nesse caso o PPI prevê investimentos na ordem de R$ 6,1 bilhões.

Também já tem data para acontecer os certames da operação da BR-153/080/414, que abrange Goiás e Tocantins, no dia 29 de abril, o arrendamento de novos terminais portuários, a concessão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), também no próximo mês, e dois leilões de transmissão de energia, entre outros.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio