Governo não tem ousadia para enfrentar privilégios no serviço público, diz Marcelo Ramos

Governo não tem ousadia para enfrentar privilégios no serviço público, diz Marcelo Ramos

Marcelo Ramos, Deputado (PL-AM)

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) participou de mais uma Live da ISTOÉ. Confira trechos da conversa com a coluna.

A reforma tributária do governo passa na Câmara?
O projeto do governo é equivocado. Temos que diminuir a tributação sobre o consumo e transferi-la para a renda. O sistema brasileiro é o Robin Hood às avessas: tira dos pobres para dar aos mais ricos.

Qual é a melhor proposta?
Há três projetos. Um do deputado Baleia Rossi, outro do governo e o que está em análise no Senado. O relator Aguinaldo Ribeiro terá a árdua missão de buscar um consenso entre eles. Precisamos chegar a uma reforma que simplifique a tributação e acabe com a guerra fiscal entre os Estados.

E a reforma administrativa?
O governo não teve a devida ousadia de enfrentar os privilégios no serviço público, como os dos militares e os do Judiciário.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Vídeo do TikTok com mulher sendo empurrada de ônibus viraliza; veja

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar



Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.