Mundo

Governo dos EUA recorre de decisão que permitiu fusão de AT&T e Time Warner

Governo dos EUA recorre de decisão que permitiu fusão de AT&T e Time Warner

O Departamento de Justiça dos EUA recorreu da decisão que permitia a mega-fusão entre a At

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos recorreu, nesta quinta-feira (12), da decisão judicial que autorizou a fusão entre a gigante de telecomunicações AT&T e o grupo de mídia Time Warner.

O departamento não apresentou argumentos para o recurso, que acontece apenas um mês depois de um juiz ter autorizado a fusão que o governo de Donald Trump tentava evitar.

A AT&T concluiu a operação em 14 de junho.

A transação, anunciada em 2016, totaliza 85 bilhões de dólares.

A AT&T é a maior operadora de cabo dos Estados Unidos e a segunda em telefonia móvel.

A Time Warner é um grande grupo de mídia que possui, entre outros, a rede HBO, os estúdios de filmes da Warner e o canal de notícias CNN.

O panorama da mídia e das telecomunicações nos Estados Unidos está em plena transformação, com aproximações de atores tradicionais desses setores para acomodar a chegada de gigantes da internet, como Amazon, Apple, Google e Netflix.

Em sua decisão de 12 de junho, o juiz federal Richard Leon disse que o governo não apresentou nenhuma evidência de que a fusão possa prejudicar os consumidores.