Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O Ministério da Saúde deixou vencer um estoque de vacinas, medicamentos, e outros itens do Sistema Único de Saúde (SUS) que são avaliados em R$ 240 milhões. Por erros logísticos, estados como a Bahia acabaram sofrendo com a falta de insumos.

Dentre os medicamentos vencidos estão 820 mil canetas de insulina; 12 milhões de vacinas da gripe, BCG, hepatite B, varicela e outras doenças; produtos destinados para pacientes com hepatite C, câncer, Parkinson, Alzheimer, transplantados, entre outras situações. O estoque era mantido em segredo, mas a Folha de S.Paulo conseguiu acessar as tabelas do ministério.

No fim de agosto, o SUS da Bahia alertou sobre a falta de metotrexato, um medicamento utilizado no tratamento de alguns tipos de câncer. Cerca de 24 mil frascos-ampola estão vencidos e armazenados no almoxarifado do governo Bolsonaro.

Segundo dados do governo, mais de R$ 32 milhões em medicamentos comprados por ordem da Justiça devem ser incinerados. No cemitério de insumos do SUS, localizado em Guarulhos, em São Paulo, estão armazenados 3,7 milhões de itens que começaram a vencer há mais de três anos. A maioria desses insumos expirou durante o governo Bolsonaro.