Mundo

Governo da Itália anuncia medidas para incentivar natalidade

ROMA, 16 NOV (ANSA) – O governo da Itália anunciou uma série de medidas para incentivar a natalidade no país e tentar reverter a tendência de queda na taxa de nascimentos registrada nos últimos anos.   

A principal delas é a renovação do “bônus bebê”, ajuda mensal de 80 ou 160 euros, dependendo da renda familiar, para cada bebê recém-nascido ou recém-adotado em solo italiano. Além disso, o governo quer aumentar o benefício, que é pago durante um ano, em 20% a partir do segundo filho.   

As propostas são do ministro da Família da Itália, Lorenzo Fontana, da ultranacionalista Liga, e estão em emendas apresentadas à Lei Orçamentária de 2019 na Câmara dos Deputados.   

O governo ainda pretende distribuir vouchers para babás. As duas medidas devem custar 500 milhões de euros.   

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (Istat), a taxa de natalidade bateu recorde negativo na Itália em 2017, com 464 mil bebês nascidos, número 2% menor que em 2016, quando o indicador já havia atingido seu mínimo histórico. (ANSA)