Esportes

Governo dá aval para que GP da Áustria inicie temporada da F1

O governo austríaco deu neste sábado (30) seu aval para a organização de duas corridas de Fórmula 1 no circuito de Spielberg, em 5 e 12 de julho, que abrirão a temporada 2020 da categoria, ao considerar que todas as condições de segurança sanitárias foram cumpridas.

“As duas corridas de Fórmula 1 em 5 e 12 de julho de 2020 em Spielberg serão realizadas sem espectadores”, informou o Ministério da Saúde em comunicado, garantindo que “a organização apresentou um conceito de segurança completo e profissional” para a prevenção da propagação do coronavírus.

O governo austríaco havia avisado que o projeto de começar a temporada no circuito da Red Bull Racing não seria aceito caso a organização não apresentasse as garantias de segurança sanitária.

“Além de medidas de higiene rigorosas, o plano prevê testes de reconhecimentos médicos regulares para todas as equipes e os funcionários”, continuou o Ministério.

“O elemento crucial será a coordenação estreita entre a organização e as autoridades sanitárias regionais e locais”, completou.

O governo quer que o evento seja organizado como “circuito fechado”, ou seja, sem contato com a comunidade, com exceção dos funcionários locais envolvidos na gestão da corrida.

A imprensa austríaca cogitou a possibilidade da F1 organizar voos especiais para trazer as escuderias até Spielberg.

A Áustria, que soma menos de 700 mortos por coronavírus, iniciou o relaxamento das medidas de confinamento em abril. Não há registros de uma nova onda de contaminação desde então.

Em meados de março, o primeiro Grande Prêmio da temporada de F1, previsto para Melbourne, na Austrália, foi cancelado em cima da hora devido à pandemia.

smk/av/pm/am

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior