Mundo

Governo boliviano lança advertência contra estrangeiros “terroristas” e “subversivos”

Governo boliviano lança advertência contra estrangeiros “terroristas” e “subversivos”

Jeanine Áñez após ser proclamada presidente interina da Bolívia, em 12 de novembro de 2019 - AFP

O governo boliviano está preparado para lutar contra grupos estrangeiros que tenham a intenção de desenvolver ações “terroristas” ou “subversivas” em seu território, alertou neste sábado o ministro da Defesa Luis Fernando López.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

“Não permitiremos que nenhum estrangeiro armado mate nossos bolivianos. Há mais de 40 anos as Forças Armadas estão se preparando para a luta contra a subversão e o terrorismo”, afirmou o ministro durante um evento oficial em Sanandita (sul).

Desde que foi instalado no poder, o governo de transição tem citado a presença de estrangeiros que teriam a missão de semear terror no país, apontando colombianos, peruanos, cubanos e venezuelanos como responsáveis por provocar confrontos entre opositores e simpatizantes do governo, e entre civis e forças de segurança, que em mais de um mês de incidentes deixaram 33 mortos.

A cerimônia em Sanandita também contou com a presença da presidente interina do país, Jeanine Áñez, que argumentou que “uma linha clara deve ser traçada entre o direito à dissidência e a conduta criminal, a agressão e atitudes antidemocráticas que buscam impor violentamente sua vontade àqueles que não pensam da mesma forma”.

Está detido na cidade de Santa Cruz (leste) o argentino Facundo Molares Schoenfeld, identificado como ex-guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), sob acusação de promover confrontos nessa região.

Posteriormente, em declarações à imprensa, a presidente transitória enviou uma mensagem a Morales, refugiado na Argentina.

“O que pedimos (a Morales) é que deixe que vivamos em paz. Esperamos que ele não cause sedição e terrorismo de onde está, porque deve respeitar seu status de refugiado. Não permitiremos que os bolivianos roubem mais eleições”, afirmou.

Ela também disse que Morales pode retornar à Bolívia “sempre que quiser”, embora tenha esclarecido que “nos próximos dias será emitido um mandado de prisão porque fizemos as denúncias pertinentes”, já que o ex-presidente “tem contas pendentes com a justiça”.

Veja também

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Com maiô cavado, Scheila Carvalho ostenta corpo musculoso aos 47 anos

+ A Fazenda 2020: Peões ficarão 24 horas sem água encanada devido a punição por drink de álcool em gel

+ Aprenda a preparar o Chevette, drinque que virou febre em SP

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea