Geral

Governadores pedem à ONU ‘ajuda humanitária’ por vacina e ‘kit intubação’

Crédito: Leonardo Benassatto

O CAOS SE AGRAVA Faltam leitos de UTI, remédios para intubação e oxigênio para os pacientes graves (Crédito: Leonardo Benassatto)


Governadores pediram nesta sexta-feira (16) uma “ajuda humanitária” da ONU (Organização das Nações Unidas) para a aquisição de remédios e sedativos que compõem o chamado “kit intubação“, além de vacinas contra a Covid-19. As informações são do G1.

“São 11 estados em que pacientes estão internados e faltam analgésicos, sedativos, em alguns lugares oxigênio. Ou seja, há necessidade de a ONU dar essa ajuda humanitária nessa direção”, disse o governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

Dias é coordenador da temática de vacina no Fórum de Governadores que se reuniu por videoconferência com a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed.

Segundo Dias, os governadores tomaram a iniciativa de procurar a ajuda da ONU porque o governo federal não o fez.

“Desde o começo, nós colocamos claramente: ‘Nós queremos o presidente da República, queremos o ministro da Saúde na coordenação nacional’. O que esperamos? O presidente da República fazer essa relação. Porque nós estamos indo à ONU? Porque o presidente da República, que era para ir, não foi. Nós estamos buscando”, disse o governador do Piauí em coletiva após a reunião.

Ainda de acordo com o G1, os governadores enviaram à secretária da ONU uma carta em que relacionam cinco pontos de combate à pandemia na visão do grupo.

– Que seja cumprido o cronograma do consórcio internacional Covax Facility;

– Que a ONU dialogue com a União Europeia, Índia e China para que o Brasil tenha prioridade na entrega de IFA (ingrediente farmacêutico ativo);

– Que a ONU atue junto à AstraZeneca e à Sinovac para antecipar a produção de IFA no Brasil;

– Que a ONU atue para que os Estados Unidos vendam ou emprestem as vacinas da AstraZeneca que os EUA têm estocadas;

– Que a ONU ajude o Brasil a obter medicamentos e sedativos utilizados para a sedação e intubação de pacientes.

A ONU anunciou nesta sexta a antecipação do envio ao Brasil de 4 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 ainda neste mês de abril por meio do consórcio Covax Facility, coliderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago