Governadores fora do jogo?


É conhecido o peso dos governadores nas eleições municipais, quando enraízam a influência nos estados. Daí serem um trunfo muito disputado pelos postulantes. Mas esse ano, fragilizados pela pandemia, isso pode ficar resumido às cidades do interior. Nas capitais, nossa POLL OF POLLS mostra que seus candidatos só lideram as pesquisas em cinco delas, assinaladas (G) no quadro, sendo que em quatro dessas cidades eles estão no palanque de prefeitos candidatos à reeleição.

Alguns governadores evitarão envolvimento, poupando-se para o 2o turno

Ou seja, pegam carona em aliados populares. Alguns governadores adiaram sua decisão e evitarão envolvimento direto, poupando-se para o segundo turno. E aos que estão mal avaliados ou às voltas com a Justiça ninguém bateu à porta. Nessa campanha, ao que parece, na maioria dos casos o duelo de influenciadores nas capitais se dará entre
os prefeitos e o presidente Bolsonaro, de olho na reeleição.

 

Referências da pesquisa no blog #EleiçõesComLavareda. Baseado em pesquisas registradas no TSE
* sem pesquisas registradas divulgadas
R candidatos à reeleição.
G apoiados pelos governadores

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.