Geral

Governador do ES anuncia quarentena maior para reduzir atividades não essenciais


O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou nesta terça-feira, 16, uma quarentena de 14 dias em todos os municípios do Estado após a taxa de ocupação de leitos de UTI referenciados para pacientes de covid-19 bater 91%, ultrapassando pela primeira vez a marca de 90%. O endurecimento das restrições valerá da próxima quinta-feira, 18, até 31 de março.

Em entrevista coletiva, o governador relatou que a rede de saúde capixaba acolheu pacientes de covid-19 transferidos do Amazonas, de Rondônia e Santa Catarina, onde os sistemas já entraram em colapso. “Salvamos vidas”, afirmou. Ele reconheceu, contudo, que o Espírito Santo também passa, hoje, por fase de aumento do número de mortes, internações e casos confirmados do vírus.

A quarentena decretada por Casagrande suspende todas as atividades de educação presenciais. Restaurantes só poderão funcionar em esquema de delivery, sem permissão para drive-thru ou take-away.

As reuniões sociais ficam proibidas. O acesso a praças, parques, jardins e áreas esportivas públicas será vedado. Para igrejas e demais templos religiosos, o Estado faz a recomendação de que cultos e missas sejam transmitidos virtualmente, ainda que o atendimento presencial individual siga autorizado.

Clubes de lazer e academias de ginástica devem permanecer fechados, e hotéis e pousadas só podem receber hóspedes até o limite de 50% de sua capacidade. A partir da próxima sexta-feira (19), jogos de campeonatos nacionais de futebol também ficam proibidos – a apresentação do governo estadual não fez menção ao campeonato capixaba.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



“Estamos na pior fase da pandemia, enfrentando um ambiente de guerra”, reconheceu Casagrande. O governador apontou como as principais razões para a disparada do contágio no Brasil a demora na vacinação, a falta de uma coordenação nacional das medidas sanitárias, o surgimento de novas cepas do coronavírus e o negacionismo de parte da sociedade sobre a gravidade da pandemia.

Além do Espírito Santo, os governos de Goiás, Minas Gerais e Amapá anunciaram hoje medidas mais restritivas para frear o avanço da pandemia.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS